Faça a Diferença, Monte uma FRAFEM!


GRANDE ORIENTE DO BRASIL DE SÃO PAULO

FRATERNIDADE FEMININA CRUZEIRO SUL–GOB SP

Faça a Diferença, Monte uma FRAFEM!

Estimados Veneráveis Mestres e Obreiros das ARLS do GOB-SP.

A Fraternidade Feminina Cruzeiro do Sul foi criada pela Constituição do GOB em 1967, normatizada pela Lei nº 030 de 09/10/96, aditada e alterada pela Lei nº 0081 de 23/06/2005. É uma Associação Paramaçônica, patrocinada pelo Grande Oriente do Brasil, vinculada a uma ou mais Lojas Maçônicas da Federação.

Sediada no GOB, é representada nos Estados pelas Fraternidades Femininas Estaduais, de modo que no Estado de São Paulo existe a FRAFEM GOB-SP que coordena e gerencia as atividades das Fraternidades da Jurisdição.

A Diretoria Nacional, as Diretorias Estaduais e os Grão-Mestres Estaduais buscam o fortalecer das FRAFEMs por entender que uma Loja Maçônica será sempre mais harmônica, pacífica e trabalhadora com a presença e a participação das mulheres, pois são instrumentos de integração e fortalecimento da Família, instituição considerada a mais importante pela Maçonaria.

Esse material tem como principal objetivo unir e fortalecer todas as FRAFEMs do Estado de São Paulo, além de organizar Cadastro Geral, emitir Registro Estadual e programar ações comuns para potencializar os resultados alcançados pelas Unidades.

A atuação desta gestão é divulgar para todas as ARLS do GOB-SP o que é uma fraternidade feminina, seu papel e propósitos e desta forma, abrir campo para criação de novas Unidades; bem como a regularização de Unidades existentes que não possuam registro Estadual e Nacional.

Dessa forma, pretendemos fortalecer o papel da mulher e da família do maçom dentro da Maçonaria, como paramaçônica, para colaborar na formação de um exército de voluntários que trabalha por uma sociedade mais justa.

Para criar uma FRAFEM em uma Loja o processo é simples e gratuito. Não existe taxa alguma para a FRAFEM Estadual, para a FRAFEM Nacional ou GOB.

Em síntese devem seguir os passos descritos abaixo:

1 – Primeiramente é necessário um grupo de mulheres que estejam interessadas em frequentar e montar uma FRAFEM. No mínimo precisam de cinco mulheres, pois é este o nº dos cargos de uma Diretoria:

A – Presidente
B – Vice Presidente
C – Diretora Financeira
D – Diretora Secretaria
E – Diretora Social e Cultural

Naturalmente o cargo de Presidente é exercido pela esposa do VENERÁVEL MESTRE. Caso ela não possa ou não queira, pode-se colocar outra mulher. Os demais cargos podem seguir a linha da diretoria da Loja, mas não obrigatoriamente.

Todas as mulheres são chamadas de fraternas e são membros associados.

2 – As futuras fraternas deverão fazer uma cartinha simples dirigida ao V. Mestre relatando que pretendem montar uma FRAFEM, mas que para isso elas precisam da concordância, apoio logístico e institucional de sua ARLS (não existe um modelo padrão, é apenas uma correspondência simples).

3 – O VM de posse da carta levará a mesma para uma sessão onde deverá ser lida e submetida ao exame dos obreiros. Estes devem votar o assunto e sendo aprovado, constar na ata do dia.

4 – O VM deve então responder a carta e relatar que o pedido foi submetido à votação e que a mesma aceitou apoiar a criação da FRAFEM. Esta carta também é simples e ser assinada apenas pelo VM.

5 – Ele entrega a carta (que depois é anexada ao processo) às cunhadas interessadas no assunto.

6 – Elas por sua vez, deverão fazer uma reunião onde tomarão ciência do Estatuto, realizar a eleição da Diretoria e escolher o nome da FRAFEM. Toda FRAFEM tem que ter as palavras “Cruzeiro do Sul” em seu nome. Importante: O Estatuto é assinado apenas pela diretoria na última folha e rubricada todas as demais. NÃO É NECESSÁRIO REGISTRAR EM CARTÓRIO.

7 – Após a reunião deverão fazer a Ata da Eleição e Fundação (se alguém da Loja quiser ajudar, é sempre bom). Todas que participaram devem rubricar as páginas e assinar.

8 – O Estatuto deve ser preenchido com os dados solicitados (atentando que onde aparecem “s” para designar plural, devem ser eliminados, pois são para os casos de mais de uma Loja se juntar para criar uma unidade).

9 – Também devem ser preenchidos os formulários e requerimentos constantes do site GOB (Fraternidade Feminina Cadastro, Cadastro de Associada, Requerimento para Registro em Brasília e SP). É a Presidente da FRAFEM que assina os Cadastros e os requerimentos pedindo registro ESTADUAL E NACIONAL.

10 – A Presidente deve também em requerimento simples, solicitar a nossa Presidente Nacional, Senhora Flora Rios, a Medalha Laelso Rodrigues para o VM da Loja.

Assim, quando Brasília encaminhar as carteirinhas de fraternas, o boton da Fraternidade Cruzeiro do Sul e o Registro, encaminhará também a Medalha para o VM da Loja.

Caso queiram ajuda, é só encaminhar os documentos por e-mail para: frafem-estadual@gobsp.org, poderemos verificar, corrigir e reencaminhar para que vocês imprimam e coletem as assinaturas.

Concluído o processo, encaminhar (duas vias) para o GOB-SP aos cuidados do CONSELHO/FRAFEM EXECUTIVA. Nós o encaminharemos para Brasília.

A FRAFEM GOB – SP se coloca à disposição para orientá-las no que se fizer necessário.

Atenciosamente,

Rui Correa????? José Montagnana
Grão Mestre Estadual do GOB-SP? /? Secretário de Entidades Paramaçônicas

 ??Virginia Montagnana
???Presidente Executiva FRAFEM Estadual

Deixe um comentário