Central de Ajuda – Finanças


01 – Quais as cobranças que o GOB – Poder Central – faz às Lojas?

São valores relativos a: Cota de Atividade; Regularização; Iniciação e pedidos de 2ª vias de Títulos, Diplomas, Medalhas, sendo que a cota de atividade é única ou seja o contribuinte recolhe somente através de uma loja no caso de pertencer a mais de uma.

03 – Quando os valores são devidos?

A cota de atividade se refere a um exercício completo, portanto devida a partir de janeiro que por liberalidade do GOB é dividida em três parcelas mensais a vencer no último dia útil dos meses de março, abril e maio.

02 – O que é cota de atividade?

É o valor devido pelo obreiro constante de proposta orçamentária oriunda da Secretaria Geral de Finanças, aprovada pela Soberana Assembeia Federal Legislativa, objeto de lei publicada em boletim oficial do GOB para conhecimento de todos os Maçons.

04 – Como ocorrem os lançamentos das cotas de atividade a forma de remessa às lojas?

São lançadas nas contas correntes das lojas com base no quadro de obreiros registrados na Secretaria Geral da Guarda dos Selos, gerados boletos bancários e remetidos a todas as lojas da federação por meio eletrônico, preferencialmente, ou correios.

05 – A loja poderá efetuar pagamentos por meio de depósito bancário ou transferência eletrônica?

Não, o único meio adotado pelo GOB é o boleto bancário.

06 – Débitos não pagos no vencimento sofrerão acréscimos?

Sim, conforme previsto no artigo 176 § 1º e § 2º do RGF.

07 – Quem poderá acompanhar a situação financeira da loja junto ao GOB?

O Venerável e Tesoureiro da loja cujo quadro de obreiros esteja atualizado na Secretaria Geral da Guarda dos Selos, mediante cadastramento no sítio do GOB poderão emitir extrato e boleto, Opção Serviços Online ? GOB net; Atendimento Digital ou solicitar no email financeiro@gob.org.br.

08 – São debitados às lojas valores relativos a boletim oficial?

Não, os boletins estão disponíveis no site do GOB.

09 – Poderá ser concedida anistia ou desconto de débitos às lojas?

Não, a Lei Orçamentária não contempla tais situações. Em casos excepcionais, a Secretaria Geral de Finanças poderá propor ao Soberano Grão-Mestre Geral, concessão de parcelamento de saldos devedores de exercícios anteriores, mediante solicitação feita por prancha assinada pelo venerável em conjunto com o tesoureiro, para agilização poderá ser escaneada e encaminhada por meio eletrônico, na qual deverá explicitar os motivos que ocasionaram a inadimplência

10 – O GOB faz cobrança da mútua ou pecúlio maçônico?

Não, não é de responsabilidade do GOB.

11 – Como é feito o pagamento do auxilio funeral?

O pagamento é feito por meio de depósito bancário na conta corrente do beneficiário conforme processo em poder da Secretaria de Previdência e Assistência Social.

12 – Loja com débito em atraso fica impedida de exercer direitos?

Sim, conforme Artigo 174 parágrafo único do RGF, a loja inadimplente fica impedida de receber a Palavra Semestral e CIM dos membros de seu Quadro de Obreiros, além de empossar deputado federal e realizar eleições.